ACNE

O que exatamente é acne? A acne ela pode se manifestar como um cravo, espinha, cistos, caroços e cicatrizes. E diferente do que muitos pensam, a acne, para muitas pessoas, não deixa de se manifestar na adolescência, mas ela aparece no início da puberdade induzida pela produção de hormônios pode continuar se manifestando por toda a vida, até cerca de 35 anos.

Poucos imaginam, mas a acne é uma doença e existe tratamento. Uma das principais causas da acne, além de alterações hormonais, é a oleosidade da pele. Esta oleosidade pode ter várias causas e algumas são: Tabagismo, falta de sono e de regularização hormonal. Além disso, a pele acneica pode estar ligada a um fator hereditário, porém, se os pais não tiveram você pode ser o primeiro a ter, assim como, dentre irmãos apenas um ter a pele com acne.

O fator oleosidade juntamente com uma produção maior de queratina gera um processo inflamatório dando às bactérias oportunidades de proliferação, infeccionando o local.

O processo inflamatório ocorre nas glândulas sebáceas na base dos pelos, e ocorro com mais frequência no rosto, peito e costas onde o número de glândulas sebáceas é maior. A acne pode apresentar graus variados e sua gravidade está associada à presença de cistos, caroços ou muitas lesões.

Os sintomas da acne irão várias de acordo com o tipo de acne, confira:

Cravo branco, quando os poros estão obstruídos com seu orifício fechado;

Cravos pretos, quando os poros estão obstruídos com o seu orifício aberto e o óleo se torna escuro.

Espinhas, quando os poros estão avermelhados, inflamados, infectados e algumas vezes cheias de pus.

É importante entender a gravidade da sua acne, para que sejam tomadas as devidas providências e o mais rápido possível de acordo com o caso. São elas:

A acne de grua 1 são cravos, sem lesões inflamatórias; já a acne de grau 2, são cravos e espinhas pequenas, com pequenas lesões inflamada e pode apresentar pontos amarelos de pus (pústulas). Quando a acne atinge o grau 3 ela se apresenta com espinhas pequenas em lesões maiores, dolorosas, avermelhadas, profundas e bastante inflamadas; E o último grau, chamado de grau 4 é quando cravos e espinhas pequenas apresentam grandes lesões císticas, múltiplos abcessos interconectados, e cicatrizes irregulares, ocasionando uma deformidade na área afetado, o que os dermatologistas chama de acne conglobata.

 

CAUSAS DA ACNE NO ROSTO

Poucos sabem, mas existe significado ou causa para o surgimento de acne em cada região da face.

Na chamada região T, que engloba a testa, nariz e queixo as espinhas podem aparecer com mais frequência, pois essa região possui uma grande concentração de glândulas sebáceas.

Na testa é muito comum acontecer o surgimento de espinhas em função dos produtos utilizados no cabelo – chamada de acne estética. Então, cuidado ao manipular cremes, xampus e condicionadores, evitando entrar e contato com a pele.

Espinhas no queixo, normalmente, estão associadas à alterações hormonais.

Assim como o chapéu pode causar um abafamento na testa, levando a criação de espinha, a região das bochechas também merece atenção para este quesito. Quando se dorme somente de um lado, ocorre o abafamento por mais tempo e isso pode ocasionar o surgimento de espinhas na região, além de que utilizar cremes hidratantes que não são específicos para a pele do rosto, também é um fator que contribui para o surgimento de espinhas.

 

COMO A ACNE É TRATADA

O primeiro passo é agendar uma consulta com um profissional da área de dermatologia. Como foi explicado, anteriormente, a acne pode ter inúmeras causas e graus e para um tratamento efetivo e eficaz um especialista precisa avaliar o seu caso e definir qual o melhor tratamento para o seu tipo e grau da doença, além de que o local onde está a acne é um fator importante na decisão para o tipo de tratamento.

De acordo com o diagnóstico do médico dermatologista, o tratamento pode variar, entre medicamentos de uso local ou via oral. Quando não há tanta gravidade o tratamento pode ser a base de sabonetes seborreguladores e produtos que diminuam a proliferação de bactéria nos poros.

Em casos mais graves o especialista poderá prescrever antibióticos, enquanto a acne hormonal pode ser tratada com anticoncepcionais para regular os hormônios masculinos no corpo.

 

Muito Importante: Não se automedique, contate seu médico.

 

Ficou com alguma dúvida ou quer conhecer mais o trabalho da Dra. Aline S. Anflor? Deixe um comentário aqui em baixo.